É filósofo, autor, professor e investigador universitário, com trabalho nas áreas da filosofia do conhecimento e da epistemologia, da história da ciência, bem como da filosofia social e política. Investigador científico do Centro Interdisciplinar de Ciência, Tecnologia e Sociedade da Universidade de Lisboa (CICTSUL), responsável pelo projecto “Social Comunication of Science”.
Trabalhou como investigador na Humboldt Universität de Berlim. Foi membro da Comissão Instaladora da Universidade Atlântica, integrando posteriormente o seu Conselho Científico e desempenhando funções de docência e coordenação de áreas científicas. Pertenceu ao Conselho Científico do IPAM onde também trabalhou como docente coordenador de uma área científica.
Conferencista em várias universidades e centros de investigação nacionais e estrangeiros, bem como em muitas instituições de natureza cultural.
Entre outros cargos que desempenha, é presidente do Ginásio Ópera e membro da direcção da Sociedade dos Amigos da Razão, de que foi um dos fundadores. Foi, além disso, membro da direcção da Sociedade Portuguesa de Filosofia e  presidente da Associação de Antigos Alunos e Amigos do Liceu Nacional de Oeiras.
Deputado autárquico. Integrou a direcção política da Plataforma de Esquerda. Ocupou o lugar de Vice-Presidente da Assembléia geral da CIVITAS de Oeiras no período em que o presidente foi Almeida Santos. Pertenceu à primeira direcção eleita do Liceu Nacional de Oeiras.

Membro da Sociedad Española de Historia de lãs Ciências y de las Técnicas.
É cooperador da Sociedade Portuguesa de Autores (SPA).
Colaborador da LUSA para a área da cultura. Foi correspondente do JL-Jornal de Letras na Alemanha.

È também autor de programas de rádio e de televisão, sendo colaborador do canal rádiofónico Antena 2. “Filosofia na Ópera” e “Música e Idéias” foram dois dos programas radiofónicos de sua autoria na Antena 2..
Sempre esteve ligado ao mundo das artes, tendo desenvolvido ao longo de toda a sua vida actividades relacionadas com a produção de espectáculos (teatro, música, cinema) assim como outras realizações artísticas (exposições, projecções, debates, encontros, etc. ) Neste âmbito, encenou alguns espectáculos de onde se destaca a ópera Der Kaiser von Atlantis no CCB e no Convento dos Capuchos. Nos últimos anos foi dinamizador cultural do Espaço dos Sentidos (Oeiras), onde coordenou os ciclos “Cinema Clássico” e “Ópera com Chá”. Dirige há vários anos o ciclo “Ópera Vídeo”.
É crítico de ópera.

Autor de vários livros e ensaios. Tem uma grande quantidade de artigos publicados em revistas e jornais, portugueses e estrangeiros, assim como em blogs e sites da Internet. É autor do blog “ wwwrazão”.

JMFB é filho do musicólogo João de Freitas Branco e neto do compositor Luís de Freitas Branco e do ensaísta e crítico literário Pedro do Nascimento.

 
Alguns livros e ensaios de que é autor

(lista muito incompleta incluindo apenas textos editados em língua portuguesa)

– Problemática da materialidade na filosofia de Ravaisson, Editorial Inquérito, 1988.
– Dialéctica, ciência e natureza, Editorial Caminho, 1990.
– Pensar a democracia, Inquérito, 1994.
– O músico-filósofo, JMP, 2005.
– Agostinho da Silva: Um perfil filosófico – do sergismo ao pensamento à solta, Zéfiro, 2006.
Música e transformação, Nova Síntese, 2008.
– Darwin-Marx, Vértice, 2009.

(para uma informação mais completa consultar o Facebook)

Organizou, prefaciou e anotou, em 1995, a nova edição da História da Música Portuguesa da autoria de seu pai, João de Freitas Branco.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s