Aproxima-se o primeiro centenário da República Portuguesa. Com ele os eventos científicos, as cerimónias oficiais, a publicação de livros, os programas de televisão, marcados todos eles por uma propensão «celebracionista» natural num país no qual a questão de regime se não coloca. E onde, no essencial, o poder permanece nas mãos dos vencedores de 1910. Por isso importa também conhecer uma outra leitura histórica. Aquela proposta por sectores monárquicos e que pode ser encontrada em Centenário da República – Vamos Fazer História!.

Anúncios